Superliga Masculina

  • Crédito: Divulgação / CBV

    Taubaté conquista a Superliga, pela primeira vez.

Taubaté é campeão da Superliga

Time do Vale do Paraíba vence a série decisiva e conquista, pela primeira vez, a Superliga
Por: Redação e agências - 12/05/2019 00:06:01

A Superliga Masculina tem um campeão inédito, na sua edição 2018/2019, o Taubaté Vôlei. Na noite deste sábado(11), o time do Vale do Paraíba derrotou o Sesi-SP por 3 sets a 1, parciais de 25-21, 25-22, 21-25 e 25-20, fechando a série em melhor de cinco dos playoffs finais em 3 a 2.

O grande destaque da equipe campeã foi o argentino Facundo Conte. O ponta argentino, reserva em boa parte da competição, brilhou na Arena Suzano nos dois primeiros sets. Foi a bola de confiança do levantador Rapha da metade do primeiro set em diante. E deu conta do recado. Alternou a potência com o estilo “jogueiro” dos hermanos, usando a técnica para explorar o bloqueio do Sesi-SP em várias oportunidades. E, como não poderia deixar de ser, ele provocou os rivais em algum momento.

O Taubaté contou também como destaques, Leandro Vissotto no ataque, Otávio no bloqueio e Rapha no levantamento merecem menções honrosas pelas atuações constantes em grande parte do jogo e ainda se deu ao luxo de não depender totalmente de Lucarelli.

No lado perdedor, Lipe não teve a velha intensidade e foi substituido no fim do segundo set por Renato, que entrou bem e deu vida ao time. O Sesi errou bastante saques e também faltou um outro jogador para ajudar e dividir a responsabilidade de pontuar.

O técnico do Taubaté e da Seleção Brasileira masculina, Renan Dal Zotto, assumiu o time no fim da temporada regular. O time vinha do quarto lugar na Libertadores, com a fase final disputada em casa, e tinha como marca a oscilação. Ele chegou, tratou de definir um time titular e passou a confiança que parecia faltar ao elenco. E neste playoff contou com a força de boa parte do conjunto para garantir o título.

Veja o ponto final da partida:

Times

Sesi: William, Alan, Lipe, Lucas Lóh, Gustavão, Éder e Murilo (líbero). Entraram: Pureza, Evandro, Franco, Bertolini, Renato, Alan Patrick. Técnico: Rubinho.

EMS/Taubaté: Rapha, Leandro Vissotto, Lucarelli, Conte, Lucão, Otávio e Thales (líbero). Entraram: Abouba, Uriarte, Douglas Souza, Fabiano, Robinho. Técnico: Renan Dal Zotto.

Compartilhe



Veja também...

2 Comentários

  1. ll mmDiz:

    Renan,com um belo trabalho e muita dedicação e talento,calou a boca de quem pedia Marcelo Mendez na seleção brasileira!Renan DalZotto foi o único técnico brasileiro a vencer o Marcelo Mendez 3 vezes seguidas!Renan foi o único técnico a tirar o Cruzeiro de uma Final de Superliga depois de 8 finais seguidas!Renan evitou que a final fosse repetida novamente entre SESI e CRUZEIRO!Tudo isso depois de Castelani não ter sequer subido ao pódio da Libertadores mesmo as finais da Libertadores sendo em Taubaté! Castelani perdeu a semifinal para o SESC de Giovani e perdeu o Bronze para o SESI de Rubinho nessa Libertadores!Renan assumiu às vésperas dos playoffs da Superliga e eliminou o Campinas do Argentino Horácio Díleo por 2 jogos a 1, depois o Cruzeiro de Marcelo Mendez por 3 jogos a ZERO!E teve uma atuação fantástica derrotando o Rubinho dentro da casa do SESI ontem,diante da torcida do SESI confiante no título que acabou não vindo graças ao Renan!

  2. ll mmDiz:

    Quem realmente foi decisivo pela conquista do Taubaté foi o excelente técnico Renan DalZotto.Castellani tinha o mesmo elenco e não sabia administrá-lo,Renan foi contratado às vésperas dos playoffs e mudou a cara do Taubaté sabendo mexer suas peças e com mudanças táticas que surtiram efeito nos momentos cruciais.Renan teve um embate duríssimo nas quartas-de-final contra o argentino Horácio Dìleo do Campinas,vencendo por 2x1 numa melhor de 3.Na Semifinal,Renan não tomou conhecimento de Marcelo Mendez,vencendo 3 partidas seguidas do Cruzeiro, sendo o único técnico a conseguir tirar o Cruzeiro de uma final de Superliga após 8 finais consecutivas.E na grande final vimos que que Renan soube usar bem suas peças com as entradas estratégicas de Abouba,Uriarte,Douglas,Fabiano, Athos,que fizeram a diferença no momento certo.Renan foi essencial p/q Taubaté conquistasse seu primeiro título de Superliga e evitar q a final fosse SESI x CRUZEIRO mais uma vez!!!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

Publicidade
Publicidade
Publicidade