Superliga Feminina

  • Crédito: Divulgação/MTC

    Com currículo vitorioso, Thaísa, de 31 anos, é a nova central do Itambé/Minas.

Campeão, Minas contrata Thaísa

Aos 31 anos, jogadora volta a defender as cores do time mineiros depois de 14 anos
Por: Redação, com assessoria - 07/05/2019 10:42:22

Atual campeão da Superliga Feminina, o Itambé/Minas já se movimenta nos bastidores para a próxima temporada. Nesta segunda-feira, a equipe mineira oficializou a contratação da central Thaísa. Bicampeã olímpica e pentacampeã da Superliga, havia vestido a camisa do Minas entre 2002 e 2005, e retorna ao clube depois de 14 anos.

Na última temporada, Thaísa Daher defendeu o Hinode Barueri na Superliga. Antes disso, acumulou passagens por Tijuca Tênis Clube, onde iniciou a carreira, Rio de Janeiro, Osasco e Eczacibasi, da Turquia.

“Voltar ao Minas, é como voltar no tempo. Cheguei ao Clube tão novinha e aprendi tantas coisas por aqui, fiz tantos amigos. Estou muito feliz por estar de volta. Os torcedores podem esperar uma jogadora como sempre fui, extremamente profissional, dedicada e que nunca desiste. Jogar vôlei é o que eu mais amo fazer na vida e, por isso, valorizo cada segundo em quadra para fazer da melhor forma possível. Farei tudo com muita determinação, foco e, acima de tudo, com o coração. Espero que seja uma temporada de grandes vitórias”, projetou a nova atleta do Itambé/Minas.

Aos 31 anos, a atleta possui o currículo recheado de grandes conquistas. Pela seleção brasileira, Thaísa foi bicampeã olímpica (Pequim, 2008, e Londres, 2012) e pentacampeã do Grand Prix (2008, 2009, 2013, 2014 e 2016). Pelos clubes que defendeu, conquistou cinco Superligas (2005/06, 2006/07, 2007/08, 2009/10 e 2011/12), três edições de Copa Brasil (2007, 2008 e 2014) e, ainda, dois mundiais de clubes (2012 e 2016), entre outros.

Antes de oficializar a contratação de Thaísa, o Minas havia confirmado as renovações dos contratos das levantadoras Macrís e Bruninha, das centrais Carol Gattaz e Laura, da oposta Bruna Honório, da líbero Léia e da ponteira Lana. Em contrapartida, o técnico italiano Stefano Lavarini, que comandou a equipe na campanha vitoriosa na última Superliga, deixou o time para assumir o comando da seleção da Coreia do Sul, e buscar vaga na Olimpíada de Tóquio 2020. Com propostas do exterior, as ponteiras Gabi e Natália têm propostas do exterior e também devem deixar o clube.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade