+ Notícias

  • Crédito: Reprodução/EBC.

    Líbero se tornou titular absoluto durante a Copa do Mundo.

Thales deve ser o líbero em Tóquio 2020

Atleta de 30 anos fez uma boa Copa do Mundo e ganhou confiança de Renan Dal Zotto
Por: Bruno - 06/11/2019 08:25:53

Thales deve ser o líbero da seleção masculina nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Se tudo der certo, o jogador de 30 anos ficará com a missão de atuar na posição que consagrou Serginho, titular nas últimas quatro Olimpíadas com dois ouros e duas pratas. 

Escadinha, como é conhecido, já tinha anunciado a aposentadoria da seleção brasileira, mas topou o convite do técnico Bernardinho para, aos 41 anos, jogar na Rio-2016 e ser um dos líderes do time. Resultado: ouro, o segundo em sua carreira. Antes, ele já havia sido campeão em Atenas-2004. 

Agora, Thales deve se firmar na titularidade com a perda de espaço de seus concorrentes. Mário Júnior foi ao Mundial de 2014 ainda sob o comando de Bernardinho. E Thiago Brendle chegou a ser convocado pelo técnico Renan Dal Zotto. Mas foram preteridos. 

Apesar de ganhar terreno na disputa, o jogador do EMS Taubaté Funvic não é unanimidade. Nas últimas competições, Renan decidiu levar dois líberos: Thales, considerado especialista na recepção, e Maique, do Fiat/Minas, se saindo melhor na defesa. O fato foi criticado até por Serginho. 

Mas o ponto de virada veio na Copa do Mundo, disputada no Japão. Thales foi titular absoluto na conquista invicta da seleção brasileira. A resposta nas quadras japonesas foi a melhor possível, aquietando os críticos que o cobravam pela instabilidade que Thales apresentava na posição. 

Agora, aprovado e titular, o jogador tem tudo para ficar com única vaga como líbero. Isso porque o número de atletas convocados não permite que Renan leve dois jogadores para a posição, como ele vinha fazendo nas outras competições até aqui. 

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade